eventos e notícias

Comunicar a Boa Notícia em linguagem digital
Boletim Salesiano perpetua a missão de Dom Bosco de comunicar o bem feito pelos salesianos e salesianas

Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.

 

Boletim Salesiano se destaca entre as grandes obras ligadas a Dom Bosco no campo da boa imprensa, porque continua até hoje na sua missão e é uma revista editada em mais de 130 países do mundo. Ao criá-lo, Dom Bosco queria que, através de suas páginas, se difundisse todo o bem que os salesianos já faziam naquela época nas nações para onde tinham ido como missionários. No Brasil, o Boletim foi se desenvolvendo inicialmente como revista impressa. 

 

Hoje, o grande desafio é torná-lo um veículo de comunicação com linguagem digital. Neste sentido, o Boletim Salesiano inaugurou, em agosto, seu novo portal, que agora pode ser acessado também nas diversas plataformas digitais. Para que tal acontecesse, foi feito um grande investimento e seria, na opinião do Reitor-Mor, um grande erro se não o fizéssemos. 

 

Com certeza, o trabalho de atualização irá continuar, pois é preciso estar sempre “com Dom Bosco e com os tempos”. O Reitor-Mor, Pe. Ángel, aponta a necessidade de se abrir a “tantos meios que as novas tecnologias nos oferecem. Nos abrimos a este mundo que muda vertiginosamente, para que sejamos capazes, como Dom Bosco, de fazer chegar e comunicar aquilo que queremos transmitir”.

 

Em agosto, comemoramos o nascimento desses dois grandes santos: Dom Bosco, no dia 16, e São Francisco de Sales, no dia 21. Poucos séculos os separam, mas um mesmo ideal os une: o amor de Deus. E, por causa deste amor, une-os a difusão do Reino de Deus e dos seus valores através da imprensa. Foram também grandes educadores do seu povo e, no caso de Dom Bosco, especialmente dos jovens. Souberam ler os sinais dos tempos e os foram vivenciando com muita coragem, determinação, sacrifícios e esperanças. Dom Bosco dizia que “a educação é obra do coração”; para Francisco de Sales é “falar de coração a coração”. 

 

Recentemente, adolescentes e jovens das várias regiões do Brasil se envolveram em ações missionárias durante o mês de julho. Esta é uma das dimensões do trabalho salesiano que nunca poderá ser esquecida. Dom Bosco, em sua época, sempre publicava no Boletim Salesiano as histórias dos seus missionários: e nós, hoje, damos continuidade a esse trabalho, envolvendo os jovens e os adolescentes para que eles possam perceber e sentir, desde cedo, que podem contribuir para levar – a tantas pessoas sofridas do Brasil, nas periferias e nas vilas – o amor de Deus que eles bebem da espiritualidade salesiana.

 

Fonte: Boletim SalesianoANS